2009/2010

Breve Introdução

O curso pretende oferecer conhecimento reconhecido internacionalmente em Engenharia Florestal e dos Recursos Naturais. Especificamente, no âmbito do 1º Ciclo, o curso oferece uma integração única de conhecimento em áreas científicas como a Biologia, a Matemática, a Física, a Química, as Ciências da Terra e a Ecologia, com conhecimento em Ciências Económicas e Sociais e em Engenharia Florestal. Esta integração é instrumental para o desenvolvimento de competências que permitam aos futuros engenheiros ser lideres em planeamento, certificação, gestão, conservação, restauro e monitorização de ecossistemas florestais e em utilização industrial de produtos da floresta.

Historial

Avaliação/Acreditação/Registo:
Acreditação A3ES
Registo DGES R/A-Ef 2074/2011

Publicação em Diário da República:
Despacho nº 5476/2010

Publicações anteriores:
Despacho nº 18910/2009
Despacho n.º 23534/2008


Saídas Profissionais

O que é ser Engenheiro Florestal?

Os que optem por esta profissão devem considerar o gosto pela natureza como um fator muito importante na sua escolha. Muita da atividade passa-se na natureza e a atividade florestal requer o respeito pelas leis de defesa do ambiente proteção da biodiversidade. Na verdade as florestas são fontes de matérias-primas industriais e um espaço para o recreio e o bem-estar humano. Prestam à humanidade um conjunto de serviços de suporte à vida como o sequestro de carbono, a melhoria da qualidade da água ou a conservação do solo.

Os engenheiros florestais estudam, planeiam e orientam a execução de trabalhos que visam a produção sustentada dos recursos florestais, a proteção das florestas e a preservação da multifuncionalidade, incluindo os serviços ambientais dos ecossistemas. Nestas atividades, os engenheiros florestais têm em conta as potencialidades produtivas da floresta, a especificidade da sua indústria, as influências da floresta no ambiente, o desenvolvimento rural e o ordenamento e planeamento do território. Gerem as florestas de acordo com critérios de multifuncionalidade, responsabilizando-se pelo crescimento, rentabilização e renovação, bem como da vida selvagem e outros elementos do património natural ou de origem humana nelas existentes.

O curso no ISA oferece conhecimento reconhecido internacionalmente em Engenharia Florestal e dos Recursos Naturais. Especificamente, no âmbito do 1º Ciclo, o curso oferece uma integração única de conhecimento em áreas científicas como a Biologia, a Matemática, a Física, a Química, as Ciências da Terra e a Ecologia, com conhecimento em Ciências Económicas e Sociais e em Engenharia Florestal. Esta integração é instrumental para o desenvolvimento de competências que permitam aos futuros engenheiros ser líderes em planeamento, certificação, gestão, conservação, restauro e monitorização de ecossistemas florestais e em utilização industrial de produtos da floresta.

Quando terminar o 1º. Ciclo, que perspetivas tenho no 2º ciclo?

O curso tem, ao nível 2º. Ciclo, áreas de especialização em Gestão Florestal, Gestão de Recursos Naturais, Engenharia de Produtos Florestais e Arboricultura e Sivicultura Urbanas.

Que saídas Profissionais?

  • Conservação da Natureza;
  • Gestão das Florestas, da Vida Selvagem e do Ambiente;
  • Gestão e Produção Florestal;
  • Planeamento e Gestão de Parques e Reservas Naturais;
  • Indústrias da Madeira, da Celulose e Papel, e da Cortiça;
  • Consultoria e Auditoria;
  • Investigação Científica e Ensino;
  • Administração Pública, Central e Local.

Regime de Funcionamento

Diurno

Propinas

Anual 2018/2019

Estudantes nacionais: 1.063,47 €
 
Estudantes internacionais: 3.000 €

Coordenadores

Ana Paula Soares Marques de Carvalho